Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Partidjamentu

Partidjamentu

21
Mar17

Diâ Mundial di Pueziâ di 2017

T.V. da Silva

1: Diâ Mundial di Pueziâ di 2017  

Ta fase oxi, 21 di mársu di 2017, dizóitu bes ki sa ta komimorádu (na mundu) Diâ Mundila di Pueziâ. Kel diâ li instituídu pa “UNESCO” (na si Konferénsa Jeral di 16 di novenbru di 1999) pa, anualmenti, pása ta sér selebrádu, pamódi inportánsa grándi ki pueziâ ten i pode ten na/pa bida di algen (individual o sosialmenti konsiderádu) i na/pa Umanidádi).

Ku intenson di N sinála i saúda kel dáta li, nhos pirmiti-m ki N partidja ku nhos un konjuntu di puema (di-meu, skrebedu dja ten más di 36 ánu) ki ta fase párti di un libru, Flores de amor (di-meu, dja ku txeu ánu prontu pa publika), ki nen na bixa di spéra pa sér publikádu inda el ka sta.

Ale-s li:

KA DA PA NÁDA

 

Diskulpa-m spritu

ki N labantá-bu!...

 

Bu spritu ka pára nega

kasamentu ku nha spritu

ki na sukuru odja

lus

di nos divórsi!

 

Bu amor tene médu

xuxa ropa

na fase amor!

Nha amor korda di sonu:

el k’átxa amor

k’el sunha ku el!

 

Diskulpa-m spritu

ki N labantá-bu:

nos amor

ka da pa náda

ka ta da náda!

 

 

UMA FLOR

 

Sei que sabes

muita coisa de ti.

Se sabes

porém não sei

que és uma Flor

para mim!

 

Uma Rosa Negra

cujo néctar

põe em fogo meu Desejo

só de lhe pensar o gosto!

 

 

BANHO DE LUZ

 

Um banho de luz

maravilhoso

tive hoje

nos teus Olhos:

na praia das tuas Faces

me deitei

a tostar-me!

 

O vermelho calor

dos teus Lábios

fez transpirar

meu Desejo:

minha Alma

quase apanhou

insolação

do teu Corpo!

 

 

DESAFINADO POETA DESATINADO

 

 

Preciso amordaçar o Poeta

que em mim te canta:

 

Sua voz anda

desafinada

de tantos sonhos

desatinados!

 

 

VOU DEIXAR

 

Não sei se matarei

a sede

que me fazes

ou se me matas

com a sede

que me deixas.

 

Eu vou ter de deixar

de sentir

que te sinto:

 

Calarei a voz

da minha sede

até que minha sede

me cale!

 

 

DE MIM FIZESTE

 

Tenho amordaçado

o Poeta

que em mim

te exibe.

 

Em mim te desfizeste

em tormentosa

Canção de gozo

que me desfaz

satisfazendo-me.

 

De mim fizeste

Instrumento

louco de dor

por muito gozo

sonhado

sem nenhum gozo

logrado!

 

 

JÁ NÃO SEI

 

Tua Presença

é tão forte!...

 

Já não sei se sou

eu que sinto

e penso

ou se és um Lago

de sentimentos

encharcando

meu Pensamento!

 

 

SÃO TEUS

 

Os poemas

que nos fiz

são teus!

 

Apenas

colhi flores

de que fiz

frutos

para matar

a fome

que em mim

semeaste!

 

(O pior é

se me mato

em vez

da fome!...)

 

Si kes puema li ka ten pueziâ pa nhos, nhos purduá-s i nhos skese des. Difabor, mesmu si, ka nhos dexa di komimora kel diâ li: so el ta sér inportánti, si el selebrádu ku gostu, kiriatividádi i pueziâ (lédu, saboriádu o skrebedu)!

Partidjamentu!

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D